Notícias sobre saúde

Principalmente durante o verão, ingestão de água é melhor forma de evitar cálculos renais

Principalmente durante o verão, ingestão de água é melhor forma de evitar  cálculos renais

Em 2019, a unidade gerenciada pela SPDM em Barueri realizou mais de 200 cirurgias para remoção de cálculos

Você já lembrou de tomar água hoje? Entre tantas atividades diárias como trabalhar, almoçar, estudar, ficar no trânsito, organizar a casa, tomar banho, jantar e dormir, muitas vezes, a hidratação não é incluída na rotina. Pensando nisso, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, ressalta a importância da água para o funcionamento dos rins em especial nos dias mais quentes. 

Entre janeiro e dezembro de 2019, o HMB realizou cerca de 230 procedimentos para remoção de cálculos renais, sendo que o primeiro trimestre do ano, caracterizado pelo verão, concentrou 39% das cirurgias. Durante essa estação,  a temperatura pode ultrapassar os 30°C, e a elevação do calor está diretamente ligada ao aumento da transpiração do corpo. “Nesse período, os casos de cálculos renais aumentam porque a eliminação da água é feita pela transpiração, e como a formação de urina é menor, quando não há ingestão de água suficiente, todas as substâncias, que deveriam ser eliminadas pela urina, ficam concentradas e favorecem a formação dos cálculos”, explica Agostinho Filgueira, coordenador de nefrologia do hospital. 

woman drinking water from glass bottle 500Os cálculos, que são o agrupamento das substâncias que ficaram acumuladas nos rins, podem surgir como consequência de alterações do metabolismo, histórico familiar, hábitos de vida, obesidade e até mesmo por causa alimentação. “O consumo excessivo de proteínas de origem animal, de alimentos ricos em sódio e a menor ingestão hídrica diminuem a excreção de cálcio, ácido úrico, oxalato e fósforo, que favorecem o desenvolvimento dos cálculos”, comenta Sarah Franca, nutricionista clínica do HMB, que destaca a importância de consumir frutas, verduras e alimentos integrais, que possuem potássio, magnésio, citrato e fitato, e impedem a formação dos cálculos.

Alguns alimentos podem ajudar a evitar os cálculos, mas a principal forma de prevenção é com o aumento da ingestão de água. “Quanto mais água no organismo, mais diluída fica a urina e menor a chance de acúmulo de substâncias. A urina pode servir como alerta para hidratação, já que a sua coloração ideal é o amarelo claro. Quando estiver na cor amarelo forte, é indicação de que está faltando água”, esclarece o nefrologista, que alerta a necessidade de reparar na urina, já que se estiver avermelhada ou com presença de sangue, pode ser um sinal de cálculo renal. 

Muitas vezes, a cólica renal, que é a dor causada pela tentativa de expelir o cálculo, pode ser confundida com dor lombar, por isso é fundamental procurar ajuda médica para avaliação e indicação do tratamento mais adequado, que inclusive pode ser cirúrgico, quando a possibilidade de eliminação espontânea do cálculo for muito pequena, devido ao seu tamanho, e existir chance de obstrução no canal da urina. 

 360
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032